12 Regras Para Grupo do Whatsapp

Que o Whatsapp revolucionou a forma de se comunicar, não há dúvidas. Agilidade, praticidade, baixo custo, entre outras, são as características que tornaram o aplicativo um sucesso, principalmente entre os brasileiros.

Para melhorar o que já estava ótimo, criaram o envio de mensagens em grupo. Facilidade total para mandar recado para várias pessoas ao mesmo tempo e ampliar as ideias.

Mas como nem tudo são flores…Você também pode receber o que não quer. São piadas, vídeos engraçadinhos e de auto-ajuda, mensagens religiosas e animadoras, fotos indecentes, recados pessoais que tornam-se públicos, pessoas desaparecidas que nem sabemos se desapareceram mesmo (ou se exitem), correntes com ameças de desgraçar sua vida se não repassar, enfim, todo tipo porcaria que rola o tempo todo na internet. Isso é muito chato!

Ainda bem que, pelo menos, o Mark nos permite silenciar as notificações e não baixar as mídias automaticamente. Ufa!

Então… em quantos grupos do Whatsapp você já entrou? Em quantos já adicionaram você? Em quantos você continua? E quantos te incomodam e te fazem pensar todos os dias em sair?

Para te ajudar na tarefa de conscientizar os amigos, parentes, e também os desconhecidos, listamos 12 regrinhas que vão ajudar a diminuir os incômodos de um grupo.

1. NÃO envie piadas – O que tem graça para você pode não ter para outros ou pode ofender algum participante;

2. NÃO envie imagens – Aquelas imagens com textos prontos, “bichinhos e florzinhas”, mensagens de ânimo e conselhos, ninguém lê;

3. NÃO envie vídeos – Nenhum vídeo, nada, nem se você achar muito engraçado; as pessoas têm gostos diferentes e isso ocupa muito espaço de memória do celular;

4. NÃO envie “correntes” – Aquelas de orações ou qualquer outro tipo, incluindo as que ameaçam sua vida se não repassar;

5. NÃO envie pedido de ajuda ou de oração – Geralmente é falso ou muito antigo. Reze pelo mundo e estará fazendo sua parte;

6. NÃO envie link – Links para acessar sites geralmente são vírus. Isso é muito perigoso e pode causar grandes prejuízos;

7. NÃO acredite e NÃO repasse tudo que vê na internet – Confirme a informação. O que tem de mentira, noticia falsa e enganação na internet, é inacreditável;

8. NÃO critique! – Faça em particular, se necessário, mas não faça críticas em um grupo, expondo a(s) pessoa(s). Isso é muito chato e constrangedor;

9. Evite polêmicas – Evite assuntos polêmicos como: política, futebol e religião. Cada um tem uma visão e opinião, que devem ser respeitadas. Além disso, mensagem eletrônica não expressa com exatidão e podem ser mal interpretadas. Não corra o risco de ofender ou perder amizades por isso.

10. Seja objetivo – Um grupo serve para enviar mensagens para várias pessoas de uma só vez, apenas isso. Evite conversas particulares ou que não estão de acordo com o tema do grupo ou que não interessam a todos.

11. Não desvie o foco – Grupo de família é para compartilhar notícias e acontecimentos sobre os membros da família. Cada uma é única e tem seus objetivos, mas de modo geral, o ideal é evitar conversas que não têm a ver com os assuntos em comum de seus membros.

12. Não crie expectativas – Grupo pequeno NÃO tem assunto todos os dias, isso é normal, então NÃO crie expectativas e NÃO “puxe” assunto desnecessário.

As pessoas perdem o interesse por um grupo que recebe muitas mensagens diariamente. Evite que isso aconteça com o seu.

Bom papo!

Anúncios

52 Semanas Poupando

Você tem reserva de emergência? E se algum imprevisto acontecer? Vai pedir dinheiro emprestado para a família ou amigos? Ou pior, para o banco?

A maioria das pessoas, mesmo as que mais estudaram, não tiveram educação financeira para saber lidar com o dinheiro, poupar, e até enriquecer, mesmo que apenas com a renda do trabalho (o que é possível). Por isso tanta gente está endividada ou mal consegue pagar as contas mensais, muito menos ter uma reserva para emergências.

Vou dar uma dica ótima sobre como economizar um pouco por semana, de forma até divertida e empolgante, para iniciar a grande mudança financeira da sua vida.

O “Desafio de 52 semanas” tem o objetivo de te incentivar a guardar dinheiro, ensinar a poupar e acumular sua reserva, e ainda ajudar na sua educação financeira, já que isso desperta prazer e satisfação a cada olhada no extrato.

Funciona assim: você escolhe um dia da semana para fazer o depósito na poupança; vai depositar o valor correspondente ao número da semana, conforme a tabela abaixo, durante um ano. (Não importa em que semana do ano você iniciou, será sua semana 1.)

SEMANA DEPÓSITO ACUMULADO
1 $1,00 $1,00
2 $2,00 $3,00
3 $3,00 $6,00
4 $4,00 $10,00
5 $5,00 $15,00
6 $6,00 $21,00
7 $7,00 $28,00
8 $8,00 $36,00
9 $9,00 $45,00
10 $10,00 $55,00
11 $11,00 $66,00
12 $12,00 $78,00
13 $13,00 $91,00
14 $14,00 $105,00
15 $15,00 $120,00
16 $16,00 $136,00
17 $17,00 $153,00
18 $18,00 $171,00
19 $19,00 $190,00
20 $20,00 $210,00
21 $21,00 $231,00
22 $22,00 $253,00
23 $23,00 $276,00
24 $24,00 $300,00
25 $25,00 $325,00
26 $26,00 $351,00
27 $27,00 $378,00
28 $28,00 $406,00
29 $29,00 $435,00
30 $30,00 $465,00
31 $31,00 $496,00
32 $32,00 $528,00
33 $33,00 $561,00
34 $34,00 $595,00
35 $35,00 $630,00
36 $36,00 $666,00
37 $37,00 $703,00
38 $38,00 $741,00
39 $39,00 $780,00
40 $40,00 $820,00
41 $41,00 $861,00
42 $42,00 $903,00
43 $43,00 $946,00
44 $44,00 $990,00
45 $45,00 $1.035,00
46 $46,00 $1.081,00
47 $47,00 $1.128,00
48 $48,00 $1.176,00
49 $49,00 $1.225,00
50 $50,00 $1.275,00
51 $51,00 $1.326,00
52 $52,00 $1.378,00

Ao final das 52 semanas você terá acumulado R$ 1.378,00 + os juros da poupança.

Gostou? Pode ser ainda melhor. Fiz uma programação para os próximos 6 anos, considerando que a cada ano você terá aprendido mais sobre finanças e prosperidade, e terá mais dinheiro para poupar, e portanto, vai aumentando o valor semanal investido. Veja que fantástico:

SEMANA 2017 2018 2019 2020 2021 2022
1 $1,00 $2,00 $3,00 $4,00 $5,00 $1,00
2 $2,00 $4,00 $6,00 $8,00 $10,00 $3,00
3 $3,00 $6,00 $9,00 $12,00 $15,00 $6,00
4 $4,00 $8,00 $12,00 $16,00 $20,00 $10,00
5 $5,00 $10,00 $15,00 $20,00 $25,00 $15,00
6 $6,00 $12,00 $18,00 $24,00 $30,00 $21,00
7 $7,00 $14,00 $21,00 $28,00 $35,00 $28,00
8 $8,00 $16,00 $24,00 $32,00 $40,00 $36,00
9 $9,00 $18,00 $27,00 $36,00 $45,00 $45,00
10 $10,00 $20,00 $30,00 $40,00 $50,00 $55,00
11 $11,00 $22,00 $33,00 $44,00 $55,00 $66,00
12 $12,00 $24,00 $36,00 $48,00 $60,00 $78,00
13 $13,00 $26,00 $39,00 $52,00 $65,00 $91,00
14 $14,00 $28,00 $42,00 $56,00 $70,00 $105,00
15 $15,00 $30,00 $45,00 $60,00 $75,00 $120,00
16 $16,00 $32,00 $48,00 $64,00 $80,00 $136,00
17 $17,00 $34,00 $51,00 $68,00 $85,00 $153,00
18 $18,00 $36,00 $54,00 $72,00 $90,00 $171,00
19 $19,00 $38,00 $57,00 $76,00 $95,00 $190,00
20 $20,00 $40,00 $60,00 $80,00 $100,00 $210,00
21 $21,00 $42,00 $63,00 $84,00 $105,00 $231,00
22 $22,00 $44,00 $66,00 $88,00 $110,00 $253,00
23 $23,00 $46,00 $69,00 $92,00 $115,00 $276,00
24 $24,00 $48,00 $72,00 $96,00 $120,00 $300,00
25 $25,00 $50,00 $75,00 $100,00 $125,00 $325,00
26 $26,00 $52,00 $78,00 $104,00 $130,00 $351,00
27 $27,00 $54,00 $81,00 $108,00 $135,00 $378,00
28 $28,00 $56,00 $84,00 $112,00 $140,00 $406,00
29 $29,00 $58,00 $87,00 $116,00 $145,00 $435,00
30 $30,00 $60,00 $90,00 $120,00 $150,00 $465,00
31 $31,00 $62,00 $93,00 $124,00 $155,00 $496,00
32 $32,00 $64,00 $96,00 $128,00 $160,00 $528,00
33 $33,00 $66,00 $99,00 $132,00 $165,00 $561,00
34 $34,00 $68,00 $102,00 $136,00 $170,00 $595,00
35 $35,00 $70,00 $105,00 $140,00 $175,00 $630,00
36 $36,00 $72,00 $108,00 $144,00 $180,00 $666,00
37 $37,00 $74,00 $111,00 $148,00 $185,00 $703,00
38 $38,00 $76,00 $114,00 $152,00 $190,00 $741,00
39 $39,00 $78,00 $117,00 $156,00 $195,00 $780,00
40 $40,00 $80,00 $120,00 $160,00 $200,00 $820,00
41 $41,00 $82,00 $123,00 $164,00 $205,00 $861,00
42 $42,00 $84,00 $126,00 $168,00 $210,00 $903,00
43 $43,00 $86,00 $129,00 $172,00 $215,00 $946,00
44 $44,00 $88,00 $132,00 $176,00 $220,00 $990,00
45 $45,00 $90,00 $135,00 $180,00 $225,00 $1.035,00
46 $46,00 $92,00 $138,00 $184,00 $230,00 $1.081,00
47 $47,00 $94,00 $141,00 $188,00 $235,00 $1.128,00
48 $48,00 $96,00 $144,00 $192,00 $240,00 $1.176,00
49 $49,00 $98,00 $147,00 $196,00 $245,00 $1.225,00
50 $50,00 $100,00 $150,00 $200,00 $250,00 $1.275,00
51 $51,00 $102,00 $153,00 $204,00 $255,00 $1.326,00
52 $52,00 $104,00 $156,00 $208,00 $260,00 $1.378,00
Acumulado
$1.378,00 $2.756,00 $4.134,00 $7.532,00 $8.911,00 $26.826,00

Seu planejamento financeiro funcionará da seguinte forma:

Ano 2017 = Poupar o valor correspondente ao número da semana.

Ano 2018 = Poupar o valor correspondente ao número da semana multiplicado por 2.

Ano 2019 = Poupar o valor correspondente ao número da semana multiplicado por 3.

Ano 2020 = Poupar o valor correspondente ao número da semana multiplicado por 4.

Ano 2021 = Poupar o valor correspondente ao número da semana multiplicado por 5.

Ano 2022 = Poupar o valor correspondente ao número da semana + o valor da semana anterior.

Ao final de 6 anos, como resultado da sua disciplina, organização e aprendizado financeiro, você terá poupado a quantia de R$ 51.537,00, mais os juros compostos, se mantiver toda a economia na poupança.

Parece um alto valor semanal? Acha que não consegue? Conheço uma pessoa que começou sem ter nem o valor da primeira semana, e está no 4º ano, fiel aos seus compromissos. Como ela conseguiu? Durante o processo, nosso desejo por “mais” vai dominando a mente, e vamos querendo aprender outros métodos, outras ideias, estratégias mais rentáveis, e é assim que temos a educação financeira necessária para progredir e aumentar a renda e os lucros.

Tente e saberá do que estou falando. Vamos começar hoje? Se precisar de ajuda, conte comigo.

Qual o seu sonho?

Primeiramente: O que é sonho?

Não, não é aquele doce gostoso da padaria. Também não é aquele filme que acontece em nosso subconsciente quando estamos dormindo. Bom, eles também têm essa nomenclatura. Mas estou falando do sonho no sentido figurado, aquele que temos quando estamos acordados, aquele pensamento que não sai da mente, dia após dia, durante muito tempo, talvez anos. Aquele desejo por algo que você sente que precisa ter, que precisa conquistar para ser uma pessoa realizada.

Para uma criança pode ser um brinquedo, uma bicicleta, como era o meu caso. Um adolescente pode querer entrar para a universidade, ou comprar o primeiro carro. Tem gente que sonha em casar, em ter filhos. Tem gente que sonha em ter um emprego público, ou um cargo em uma grande empresa. Tem gente que sonha em mudar o mundo… ou apenas conhecê-lo melhor.

E então, qual é o seu sonho?

Acho que quando se trata de sonho, o singular pode não se encaixar bem. Uma pessoa não precisa se limitar a ter apenas um sonho na vida, nem um só de cada vez. Eu já tive vários. Realizei um monte, e também perdi diversos.

Há algum tempo finalmente descobri qual é o maior sonho da minha vida, e pensar nele me dá uma alegria quase palpável, a alma arrepia. A parte dolorida foi descobrir que ele estava em meu coração desde criança. Acredita? Pois é. Lembro que eu era muito jovem e já falava dele para minha mãe. Mas é que as coisas são meio confusas essa fase e eu segui outros caminhos, me perdi em alguns deles, fiquei dando voltas em algumas rotatórias e demorei para achar a saída, procrastinei bastante (ah, o segundo mal da humanidade, depois do orgulho), mas sentia que ele estava sempre presente.

Depois que meu sonho ficou em evidência, tentei andar em sua direção. Juro que tentei. É que existe um negócio chamado foco, que a maioria das pessoas não conhece muito bem; junta isso com aquela tal da procrastinação, que as pessoas conhecem muito bem, e pronto: jaz um sonho!

Mas sabe aquele ditado: “Antes tarde do que nunca”? A vida é feita para aprendermos com os erros e progredirmos. Ninguém é perfeito e cada um tem seu tempo. O importante é mudarmos a rota quando percebemos o erro.

Se posso te dar um conselho, é: pergunte-se diariamente qual é o seu maior desejo, o que te faz sentir alegria na alma, o que te faria uma pessoa realizada e feliz. Não descanse enquanto não encontrar a resposta, e assim que encontrá-la, não pare e não perca o foco! Pense nele todos os dias, busque informações sobre como alcançá-lo, converse com as pessoas que já conseguiram realizá-lo (não, sonho não é exclusividade), pesquise sobre os caminhos a percorrer, e siga em frente até o seu destino.

E se durante o percurso seu sonho mudar, ou se adaptar às mudanças naturais da vida, não tenha medo, nem vergonha, mude a rota. Afinal, o objetivo é ser feliz.

Se quiser compartilhar seu sonho, coloque nos comentários abaixo. Vou torcer por você.

Ah, meu grande sonho? É esse aqui: Re Vivendo Viajando

6 Passos Que Realizam Desejos

“1. Fixe em seu espírito a quantia exata de dinheiro que deseja. Não é suficiente dizer apenas: “Quero bastante dinheiro.” Seja positivo quanto à quantia. (Há uma razão psicológica para essa positividade.)

2. Determine, exatamente, o que pretende dar em retribuição pelo dinheiro que deseja. (Não existe o “algo de graça” como realidade.)

3. Estabeleça uma data definida de quando pretende possuir o dinheiro que deseja.

4. Crie um plano definido para levar a cabo seu desejo e comece já, quer esteja pronto, quer não, para pôr o plano em ação.

5. Escreva uma declaração clara e concisa da quantidade de dinheiro que pretende obter, fixe o limite de tempo para sua aquisição, estabeleça o que pretende dar em troca do dinheiro e descreva, claramente, o plano através do qual pretende acumulá-lo.

6. Leia sua declaração em voz alta, duas vezes por dia, uma vez antes de deitar-se à noite e outra após levantar-se de manha. Ao lê-la, veja, sinta e acredite-se já de posse do dinheiro.

É importante que siga as instruções descritas nesses seis passos. É especialmente importante que observe e siga as instruções do sexto parágrafo. Você pode dizer que lhe é impossível “ver-se de posse do dinheiro”, antes de tê-lo realmente. Eis como um desejo ardente poderá vir em seu auxilio. Se você deseja mesmo o dinheiro tão avidamente, que seu desejo chega a ser obsessão, não terá dificuldade de convencer-se de que o obterá.”

Fonte: Livro Pense e Enriqueça

Pedalando com as pedalinas

Eu amei mais um passeio com as Pedalinas!

Meu trajeto foi mais longo… Saí da Casa Verde e fui pedalando até o Centro para pegar a Roberta (sou novata, mas já me aventurei de “bike-angel”). Encontrei as Pedalinas e o passeio foi incrível, lindo.

Na volta eu estava exausta, mas nunca falta alguém para ajudar, acompanhar e motivar, e no meu caso minha “angel” foi a Nataly, que ficou do meu lado quando cansei e não consegui acompanhar o grupo na subida da Rua Augusta. Muito obrigada, Naty!

De volta para casa, mais um longo percurso e dessa vez a Diana nos guiou por um trecho, e depois fomos em quatro novatas para nosso destino, bem mais confiantes e nos sentindo fortes e capazes (sentimento “impagável”, como diz a Aline).

Pedalei muito nesse sábado, até cansei um pouco, mas a alegria que isso me trouxe não tem preço.

Obrigada, Pedalinas!

Troquei o motor pelo pedal

Tudo começou na sexta-feira de manhã quando meu carro resolveu quebrar novamente. Levei na oficina e a notícia: “Só fica pronto na terça!”.

Seriam 5 longos dias (que acabaram se estendendo para 6) sem meu vício, minha dependência.

Acontece que todo domingo eu almoço no Sesc Pompéia, que são exatos 6 quilômetros da minha casa. O que fazer? Ficar sem comer? Fazer almoço em casa, sozinha, com armário e geladeira vazios? Ficar horas no ponto esperando ônibus? Ou pedalar até lá?

Se fosse antes, teria feito outra escolha, mas depois de conhecer as Pedalinas… Peguei minha bike e fui pedalando, sozinha, mais de 12 quilômetros entre ida e volta, com a cara e a coragem, e várias subidas no percurso.

Cheguei para almoçar quase sem fôlego e cheia de prazer e emoção, afinal, foi uma meta alcançada, uma conquista, uma superação dos meus limites e coragem.

Voltei para casa cansada e com um sorriso de vitória no rosto que eu mal podia acreditar.

Bom, já peguei meu carro, mas adivinha como vou almoçar no próximo domingo.

“Quem acredita sempre alcança!”

A emoção da primeira vez

Sabe aquela sensação gostosa de liberdade quando o vento bate frio em seu rosto e seu sorriso se abre automático, junto de um suspiro profundo? Já sentiu o prazer de ver pessoas te olhando com olhos arregalados de susto e admiração? E um “olho-no-olho”, sem dizer nada, dizendo tudo, e ter a certeza de que a pessoa te entendeu totalmente? Pois é… Isso tudo eu senti quando fui passear com as Pedalinas no último sábado.

A emoção tomou conta de mim e senti um prazer enorme naquilo: Pedalar em plena Avenida Paulista, em meios a centenas de carros, com seus motores barulhentos e poluentes, com seus motoristas impacientes e desesperados naquele trânsito quase parado, e, claro, com uma baita inveja da nossa liberdade, agilidade e disposição.
Eram mais de trinta mulheres, cada qual com sua história, mas todas com o objetivo bem definido de mudar o rumo de suas vidas.
Os olhares brilhando deixavam claro o bem que a bicicleta fez à todas.
Além disso, o carinho, o respeito, o apoio e a receptividade das “veteranas”, pessoas que já passaram pela experiência da “primeira vez”, nos deixaram tão à vontade e nos sentindo tão bem-vindas, que entrei já me sentindo parte do grupo.
Parabéns pela iniciativa. É assim que se faz um mundo melhor, e pretendo ajudá-las nisso!

Mulher moderna

Tudo era diferente no tempo das nossas avós; Elas passavam o dia a bordar, a trocar receitas com as amigas, ensinando-se mutuamente segredos de molhos e temperos, de remédios caseiros, lendo livros das bibliotecas dos maridos, decorando a casa, podando árvores, plantando flores, colhendo legumes das hortas, educando crianças, frequentando saraus. Mantinham o domínio sobre os homens, que dependiam delas para comer, se vestir… Mas também eram dependentes de seu dinheiro e de suas vontades.

A vida era um grande curso de artesanato, medicina alternativa e culinária.

Para algumas as coisas mudaram. Para mim mudou.

Não é fácil, mas posso dizer com convicção e orgulho: EU ADORO SER ASSIM!

Ser uma mulher moderna e independente é se acostumar, e gostar, do ritual diário de acordar muito cedo, mesmo reclamando de sono, arrumar a cama, escolher a roupa cuidadosamente, para poder sair do trabalho direto para a faculdade, ou para o happy-hour, sem perder a classe; Fazer escova, maquiar, passar hidratantes, escolher que roupa vestir, que sapatos, acessórios, que perfume combina com seu humor, ter que sair correndo e enfrentar o trânsito, passar o dia inteiro resolvendo problemas dos outros, falando com várias pessoas ao mesmo tempo, respondendo a dezenas de e-mails, lidando com pessoas de todos os níveis sociais, culturais e hierárquicos, e ainda ser simpática com todos; Ir sozinha à oficina, para trocar óleo, filtros, checar o sistema de freios, de quebra consertar um vazamento no radiador, e ainda ficar de papo com o mecânico sem fazer papel de idiota.

Chegar tarde em casa, preparar sua própria refeição, ainda que seja um macarrão instantâneo ou um prato semi-pronto congelado, e depois lavar a louça; Antes de tomar banho ter que trocar o chuveiro, que queimou sem aviso prévio, mas que não pega de surpresa uma mulher prevenida, que guarda todo tipo de ferramenta para as emergências, como quando precisou refazer toda a instalação elétrica de casa, sozinha.

Ser independente é mais do que morar sozinha, é conseguir se sustentar, pagar aluguel, manter o carro, a faculdade, o curso de idiomas, ir ao supermercado e decidir o que comprar e como pagar. É reservar o final de semana para fazer faxina na casa, ir ao cabeleireiro e manicure, passar no shopping e se realizar com uma blusa nova, e durante o passeio ligar para as amigas combinando detalhes da festa que irá depois de estudar para as provas finais da faculdade.

Mas é claro que tudo tem seu preço. Afinal, ser uma mulher tão independente chega a dar calafrios nos homens, e em outras mulheres também. É difícil aceitar esta sua determinação, este desapego à maternidade e o desinteresse de virar esposa, se esta é a visão que nossa sociedade tem da verdadeira função feminina.

Função feminina? A função, e obrigação, de cada uma de nós é cumprir sua missão na terra sendo feliz da forma que escolheu.

Não quero ser mãe, quero dar e receber amor de todos a minha volta. Não quero ser esposa, quero amar e ser amada verdadeiramente, independente classificação de dão ao relacionamento. Não preciso viver com minha família, basta amar meus parentes e ser amada por eles.

Não me importa o título que me dêem, sou uma mulher moderna, independente e feliz.

Renata Ramos